RESENHA – Filme: Viagem para a Itália

Uma série britânica sobre gastronomia, cultura e artes que virou filme 

Imagens do filme. Todos os direitos reservados.

Tudo começou na Inglaterra, depois foram para Itália. Depois ainda teve Espanha e finalizaram na Grécia. A série no estilo “road movie” The Trip, produzida e estrelada pelos atores Rob Brydon e Steve Coogan, é uma viagem gastronômica cheia de imitações improvisadas de filmes que passaram por estas regiões.

Exibida no Reino Unido pela BBC, fizeram um compilado das temporadas e cada uma virou filme. Aqui vou falar sobre o primeiro que vi que na verdade é o segundo da quadrilogia: “Uma Viagem para a Itália” (The Trip… to Italy), nestes tempos tão mortais, nada como ficar em casa e manter a esperança vendo e relembrando aquele lindo lugar (visitei o país em 2010).

Vários filmes em um

Nessa edição da visita ao país italiano, os atores que interpretam eles mesmo: Rob vive em Londres e faz vários trabalhos culturais e Steve é um ator em Hollywood. Porém, o filme também mostra alguns dramas familiares que na verdade, não fazem parte da vida real dos atores: Rob é casado com Lucy e tem uma bebê e Steve, separado, tem um filho adolescente.

Como eles sempre estão abertos a novas possibilidades de trabalho, recebem um novo convite para visitar algumas cidades italianas de carro onde viveram Lord Byron, que escreveu Don Juan, e Percy Bysshe Shelley, autor de Ozimandias e esposo de Mary Shelley, autora da obra Frankenstein, além de avaliar e fazer críticas dos pratos de seis diferentes restaurantes em Toscana, Roma, Capri, Ligúria e Amalfi para o jornal The Observer (fizeram isso também no primeiro filme gravado na Inglaterra – The Trip – em 2010, que não acho em lugar nenhum).

O curioso da obra é que o que eles menos fazem é realmente fazer uma crítica gastronômica – não vemos anotações e tão pouco imagens. As únicas fotos tiradas são de Rob em alguns pontos turísticos e quando, pelo que me parece editora do jornal, Emma leva a fotógrafa Yolanda ao encontro deles para a “foto oficial”.

Tiram sarro um do outro, mas se respeitam

Mais um dvd pra coleção de filmes de viagem.

Em todo o trajeto, eles ficam em todo o momento se divertindo, conversando sobre qualquer coisa, falando de conquistas individuais, velhice, tirando sarro um do outro com diversas imitações de personalidades nos filmes que estes atuaram que, se você como eu não viu alguns deles ou eles não falam os atores, fica-se sem referência nenhuma e sem entender a piada, mas dá pra ir levando, tem diálogos muito engraçados.

Alguns famosos citados são: Martin Scorsese, Al Pacino, Francis Ford Coppola, Marlon Brando, Tom Hardy, Woody Allen, Stephen Hawking, Dustin Hoffman, Robert De Niro, Hugh Grant, Sean Connery, entre outros.

E vale muito ouvir as menções culturais, literárias e históricas que eles fazem, algumas poucas falas sobre os pratos, vinhos, as cenas dos chefs preparando as refeições nas cozinhas, que nos mostram a especialidade do lugar, as estruturas dos hotéis e a paisagem e atrativos turísticos dos lugares que são extraordinárias.

 

Minha avaliação

Eu, particularmente se gosto do enredo do filme, não ligo muito para a crítica. Falou de viagem, estou assistindo. Não sou nenhuma expert no assunto, mas realmente como filme, ficou um pouco tedioso com o longos bate-papos entre eles, porém, no conjunto, é divertido chegar até o final. Em uma escala de 0 a 10, daria uma nota 6. 😉

Informações Técnicas:
Série: 2ª parte de The Trip
Direção: Michael Winterbottom
Lançamento: 21 de agosto de 2014
Elenco Principal: Rob Brydon e Steve Coogan
Indicações: British Comedy Award for the Best Sitcom

 

Deixe uma resposta