SP: várias atividades em uma só cidade

Na Capital Paulista você encontra todo tipo de passeio. São inúmeras e acessíveis opções e aqui, lhes apresento o Bairro do Ipiranga e suas atrações turísticas, históricas e marcantes para o povo brasileiro.

 

Uma das mais importantes e conhecidas cidade do mundo, o município de São Paulo foi fundado em 1554 por padres jesuítas e, no dia 25 de janeiro de 2019, comemorou 465 anos. São muitos séculos de histórias de tudo que é tipo, gostos e muitos pontos turísticos a serem visitados, explorados e entendidos por todos os seus contextos.

Para ilustrar melhor essa imensidão de fatos, fotos, informações históricas e culturais, trarei alguns posts detalhando alguns desses pontos turísticos da capital paulista que tive a oportunidade, até o momento, de já ter visitado. Aproveite para se aprofundar mais na história e venha conhecer São Paulo.

 

IPIRANGA
Fundado no dia 7 de setembro de 1822, o bairro do Ipiranga foi o cenário da Proclamação da Independência, pelo imperador Dom Pedro I às margens do ribeirão que leva seu nome. Por lá, encontramos o Complexo Arquitetônico do Ipiranga, que além da importância do lugar, abriga o Museu do Ipiranga, o Parque da Independência e algumas construções centenárias tombadas pelo Conpresp (Conselho Municipal do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental do Município de São Paulo), monumentos que simbolizam a Independência do Brasil e o famoso “Grito do Ipiranga”.

 

O Museu
Um marco da história do Brasil o Museu do Ipiranga, hoje chamado de Museu Paulista da Universidade de São Paulo, foi inaugurado em 7 de setembro de 1895.

O casarão começou a ser construído entre 1884 e 1885 e tem 123 metros de comprimento e 16 metros de profundidade, tendo um projeto baseado no estilo renascentista, empregando a técnica da alvenaria de tijolos.

O Museu conta com um acervo extraordinário, apesar de muitos furtos e roubos ao longo dos anos. São mais de 450.000 peças, entre documentos, obras de artes, móveis, etc, do século 17 até meados do século 20.

Devido a reformas e obras de restauração e modernidade, o Museu está fechado e a previsão de reabertura é para 2022, ano do bicentenário da Independência do Brasil.

 

O Parque da Independência

Inaugurado em 1989, este Patrimônio Nacional foi palco do Grito da Independência. Com uma enorme área verde, conta com um belo bosque, um caprichado jardim, inspirado no paisagismo europeu, grande área de lazer e o Altar da Pátria, que é um monumento feito em homenagem a toda essa história e a Casa do Grito, que aparece no lado direito do quadro do pintor Pedro Américo que retrata a independência.

Com uma área de 161 mil m² é possível realizar várias atividades no parque. É muito comum vermos famílias completas comendo, andando de patins, bike, skate, noivos tirando fotos, pessoas lendo, descanso, excursões, turistas, enfim, uma ótima e linda opção de passeio.

 

O Altar da Pátria

Dentro desse enorme complexo cultural e de lazer, também temos o Monumento à Independência do Brasil, ou Monumento do Ipiranga ou Altar da Pátria. Um conjugado de esculturas em granito e bronze, inaugurado como parte das comemorações ao centenário da independência, em 1922.

No subsolo desta obra, foi construída em 1953, a cripta para os restos mortais da Imperatriz Leopoldina e depois em 1972, foi trazido os restos mortais de D. Pedro I, e em 1984, de Dona Amélia (sua segunda esposa). E desde 2000, é possível visitar o espaço gratuitamente, que hoje leva o nome de Capela Imperial.

 

Casa do Grito

Construída originalmente em pau-a-pique em 1884, este imóvel tombado integra o acervo de Casas Históricas e abriga exposições diversas com temas relacionados à nossa história paulista.

 

SERVIÇO:
Complexo Arquitetônico do Ipiranga – São Paulo
Contatos – Telefone: (11) 2065-8001 / E-mail: mp@usp.br

Museu do Ipiranga Fechado.
O Monumento à Independência e a Casa do Grito são abertos para visitação de terça à domingo, das 9h às 17h, com entrada gratuita e o Parque fica aberto todos os dias das 5h às 20h.

Próximos:
Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo e Museu Vicente de Azevedo

UTILIZE O TRANSPORTE PÚBLICO:
Descendo na Estação do Metrô Santos Imigrantes – são 2 km, cerca de 25/30 minutos de caminhada (por este caminho, você passa e pode conhecer também o Aquário de São Paulo);

Descendo na Estação CPTM Ipiranga – são 1,5 km, 20 minutos de caminhada seguindo direto a Rua dos Patriotas.
Consultar  linhas e horários:  SPTRANS, CPTM e METRO.

 

E vamo ki vamo, @MochilandoNasViagens 😉

 

Legal? Acompanhe nas redes e ajude a compartilhar:
20

Deixe uma resposta