GLASGOW – ESCÓCIA

Um bom circuito cultural, em uma das maiores cidades do Reino Unido
A minha viagem para a Escócia foi planejada como todas outras pensando na economia e em aproveitar melhor o tempo nos lugares visitados, mas, neste caso, tendo como principal pensamento tentar localizar o Monstro do Lago Ness e encontrar o Guerreiro Imortal nas Highlands. :O

Brincadeiras a parte, rsrs (desculpem-me), fui em 2010 e o passeio
começou na City of Glasgow, onde fui da Irlanda em um avião da Ryanair (empresa que opera pela Europa com preços mais acessíveis), porque era a maneira mais barata de chegar até Edimburgo e, pensei, por que não? O Aeroporto de Prestwick está localizado cerca de 50 km da cidade e é ligado à cidade por ônibus e trem.

A Cidade de Glasgow é a maior cidade da Escócia e a terceira mais populosa do Reino Unido. Por lá fiquei o dia todo passeando, conhecendo os principais pontos turísticos da cidade e, para aproveitar melhor o tempo e visitar mais lugares, fiz o passeio do Bus Hop On Hop Off, o City Sightseeing Glasgow.

 

São muitos pubs e uma arquitetura muito bem desenhada, bem interessante, com construções vintage e mais inovadoras, se fundindo em algo deslumbrante de se ver. A cidade escocesa oferece vários museus (a maioria com entrada livre) entre os quais Kelvingrove Art Gallery and Museum, Museu dos Transportes, Museu da Gaita de Foles e várias coleções privadas como Burrel Collection e grandes parques, como o Glasgow Green Valey, na margem do rio e Kelvin Park, na zona do campus universitário.

A Galeria de Arte Moderna GoMA é uma graça de museu que se transformou em cartão postal da cidade, devido a presença de um cone (desses de rua mesmo) na cabeça do Duque de Wellington. Apesar do grande esforço das autoridades em proibir o uso do cone, toda vez que ele é retirado, alguém consegue colocar o cone de volta novamente, seja na cabeça da estátua ou do cavalo.

A Catedral de Glasgow é uma das maiores e mais importantes igrejas da cidade e presta uma homenagem ao santo padroeiro de Glasgow, St Mungo. E têm também outros lugares interessantes, como o Glasgow Tower, Science Centre e Armadillo. Merchant City e West End são bairros por onde você vai gostar de andar descompromissado, parando para beber algo e admirando tudo ao seu redor.

 Após um longo e muito proveitoso dia em Glasgow segui meu caminho e fui para Edimburgo no fim da tarde, em uma viagem que durou pouco mais de uma hora e será contada em um próximo post. 😉

Legal? Acompanhe nas redes e ajude a compartilhar:
20

2 thoughts on “GLASGOW – ESCÓCIA

Deixe uma resposta