Porticos Barra Bonita

Barra Bonita: onde o Rio Tietê ainda vive

Família, tranquilidade e viagem: olha que combinação magnifíca. E se você quer uma dica de lugar bom para aproveitar tudo isso, fazendo um passeio diferente e agradável, te recomendo uma cidade a 300km da capital paulista, com preços razoáveis e super acolhedora. A sugestão da vez é a cidade de Barra Bonita, município considerado em 2014, um dos 10 melhores lugares para se viver no estado de São Paulo. 

Ponte Campos Salles   Igreja Matriz Barra Bonita
Ponte Campos Salles, encomendada pelo então Presidente da República, Dr. Campos Salles, construída na Alemanha e montada no Brasil, sendo inaugurada em 1915 e tombada como patrimônio histórico em 2016.   Após o almoço, para fazer a digestão, caminhamos até a Igreja Matriz São José, com paróquia criada em 1903 e que possui destaque por utilizar cores fortes, depois da restauração e recuperação.

(Em breve mais fotos e vídeo da eclusagem no canal do youtube MochilandoNasViagens)

Esta cidade é uma das que abriga parte do Rio Tietê “sem poluição”. Dífícil de acreditar, né? Mas por lá, o rio ainda está em uma situação favorável, o que torna a cidade rica também para pesca e a navegação turística fluvial, no considerado Médio Tietê. E tendo como um dos seus principais atrativos, a eclusa do Rio, que eleva as embarcações para o nível da usina localizada no local.

Pilotando XamburyFunciona assim: para transpor o desnível de mais ou menos 26 metros das barragens da Hidroelétrica, que iniciou suas atividades em 1963, as embarcações fazem a eclusagem (eclusa inaugurada em 1973). Na operação, as comportas se fecham para que a água encha os 12 metros de largura por 142 metros de comprimento do corredor onde ficam os navios, (jusante – nível baixo da barragem) que assim conseguem chegar ao outro nível (montante – nível alto da barragem). Leva em média 12 minutos para subir e depois 12 minutos para descer os barcos, sendo movimentados cerca 50 milhões de litros de água em cada locomoção. É um processo com as mesmas características às existentes no canal do Panamá, usando a força da gravidade ao seu favor. E, claro, não poderia deixar de experimentar essa sensação.

Hotel BarraBonitaEntão, fui com meus pais e minha irmã, em uma sexta feira ensolarada. A rodovia principal para o acesso saindo de Cotia foi a Castelo Branco e gastamos cerca de R$50,00 de pedágio por trecho + combustível. Chegando por lá, optamos por ficar no Hotel Pousada Barra Bonita, bem próximo a tudo e adoramos a hospedagem: amplo estacionamento, funcionários atenciosos, quarto limpo com televisão, internet, roupas de cama e ventilador no teto (tem opção com ar condicionado). Tudo certinho e o café da manhã uma maravilha, valeu demais passar o período por lá, super recomendo. Valor da diária a partir de R$ 50,00 por pessoa, incluso desjejum.

Praca Artesanato de Barra Bonita

Após guardarmos as coisas e o carro, pernas para que te quero. Eu pesquisei os pontos turísticos antes e fomos direto conhecer os atrativos da cidade, colocar toda a família para andar e aproveitar mais o tempo, já que o passeio de barco ficou reservado para o dia seguinte.

Tudo fica muito próximo às margens do rio, com fácil acesso a pé. Visitamos a Praça do Teleférico (Praça Turística Waldemar Lopes Ferraz) que tem um lago com pedalinhos, pista de kart, a mini cidade da criança com miniaturas como a Igreja da Matriz e um Castelinho, o teleférico (que estava fechado para reformas – julho/2017) e uma grande praça de alimentação, onde a noite funcionam vários food trucks. Outro ponto interessante neste local é a presença de pequenos pórticos, com mosaicos ilustrando as atividades economicas e o turismo da cidade.

Familia Praca Barra Bonita Castelinho Barra Bonita Almoco Xumbury

Depois de passear por ali, continuamos a caminhada passando pelo Museu Histórico Municipal Luiz Saffi, que é o prédio da antiga estação ferroviária, com um acervo cultural de objetos doados pelos moradores da cidade e com entrada grátis. Do lado, já pulamos para a Praça do Artesanato, com várias lojinhas na maioria com peças de tear, manuais e muitos pijamas (fiquei louca, vontade de comprar tudo). Próximo aqui também tem o Barra Bonita Shopping, chegamos a entrar, minha mãe comprou um tapete, mas é bem pequeno o lugar.

Familia Rio Tiete Repouso Dom Pedro
Família Ramos… Faltaram meu irmão Ricardo e meus cunhados, Clodoaldo e Gabriela… fizeram falta.

Às margens do Rio Tietê

  No decorrer do passeio pelo Rio, avistamos uma fazenda que serviu de repouso para Dom Pedro II , durante seu passeio pelo Tietê e, que atualmente passa por  um processo de restauração.

Continuando o passeio, seguimos para a Praça da Juventude, um grande e belo espaço de recreação com quadra poliesportiva, equipamentos para prática de ginástica, parque infantil, pista de skate, mini-campos de areia, pista de caminhada e muitos bancos para quem quer descansar olhando para o Rio. Pouco mais acima deste complexo de lazer está localizado a sede da Marinha do Brasil – Capitania Fluvial da Hidrovia Tietê-Paraná e na frente está situado o Centro Cultural que, além de muitos eventos, acolhe o Memorial do Rio Tietê, uma exposição permanente contando as histórias e curiosidades do rio, em imagens, publicações e peças inusitadas.

O que comer Barra BonitaFalando sobre alimentação, café da manhã na sexta foi numa pequena lanchonete próxima ao Museu: um salgado e um café com leite R$ 6,00. Almoçamos na beira do rio um belo Self Service por R$15,00, do lado da ponte e jantamos próximo ao Teleférico, porção de peixe, camarão e batatas, a partir de R$25,00 cada + cerveja, fechando o dia com chave de ouro.

 

Cris no Xumbury

No sábado, após o delicioso café da manhã no Hotel Pousada Barra Bonita, fomos fazer o Passeio Delícias do Xumbury II, no valor de R$60,00 cada e que tem duração de quase 4 horas com a eclusagem na barragem da Usina e, realmente um saboroso almoço a vontade a bordo durante a navegação ao longo de boa parte da hidrovia Tietê-Paraná.

 

Pilotando Xambury

É um extraordinário passeio, onde você se sente a “chiquetoza” até comandando o leme do barco, com direito a dose de pinga de caju como cortesia para abrir o apetite. As bebidas não estão inclusas no pacote, mas nada absurdo com relação ao preço. Crianças de 0 a 5 anos não pagam e crianças entre 6 e 11 anos acompanhadas, pagam metade do valor. E eles fazem passeios exclusivos para grupos, excursões no geral, escolas e idosos e contam com toda a segurança com coletes salva-vidas e banheiros nos decks.

 

 

barco.xumburyOs barcos da Navegação Novo Oriente tem capacidade para muitas pessoas e mesmo assim, o atendimento é dedicado. Você pode comprar o ingresso antecipadamente pelo site ou na hora. Na orla do rio tem dois quiosques: um na frente do Museu e outro no ponto de saída da embarcação, na Praça Almirante Barroso.

Pouco antes de pegar a estrada, conhecemos também o Paiol Recanto Arte & Flores, onde são vendidos orquídeas, móveis rústicos e artesanato. Se deixasse, minha mãe levaria tudo, rs… o local vale algumas fotos e reconhecimento da arte local.

Chryca no Tiete ParanaEnfim, amamos a cidade. Só não conseguimos visitar a Praça da Rotatória que está localizada na entrada da cidade, logo após o Portal “Clemente Ricci” e não fizemos o passeio turístico no Bonde Barra Bonita, pois como fizemos tudo a pé, economizamos R$15,00 cada um, mas o Bonde é característico no município, além de ser uma gracinha, queria ter tirado uma foto.

Bonde Barra Bonita

E, o que mais me chamou a atenção é que a cidade é muito limpa, conservada, com moradores super educados e sempre passava carros da polícia, além de ter um sorvete de massa e açaí maravilhosos e muito baratos. Com certeza voltaremos, pois minha prima agora mora na cidade, ou seja, visitarei sempre que puder juntamente com toda a família.

 

Vamo ki Vamo, @MochilandoNasViagens 🙂

 

Legal? Acompanhe nas redes e ajude a compartilhar:
20

Deixe uma resposta